Angela Cunha

Ângela Maria de Assis Fonseca e Cunha-Cravo. Londrina, PR, 1954.

Pintada sobre papel, meio perfeito para sua expressão, sua pintura é sua escrita, é sua carta e seu retrato que nunca se revela. Há sempre um ar improvisado em sua pintura gestual, até que, do amontoado de traços, como garatujas, surge um rosto amedrontado ou sofrido, que ela trata de ocultar sob outros traços, encobrir com manchas, como a que silencia a boca em alguns retratos. Ás vezes cria uma atmosfera de perigo na noite escura: uma rua vazia, um poste sem luz, um olho à espreita que se vislumbra no escuro. As figuras ela encontra escondidas, embuçadas, e acentua seus traços só um pouco, para não haver dúvidas de que a dor e o medo as dominam. Nesta tendência para fragmentar e desconstruir, na dualidade entre querer mostrar e querer esconder, é que reside a força de sua expressão.

 

 

                                                                                                                     Matilde Matos

 

© 2020 Prova do Artista Galeria de Arte

Travessa Bartholomeu de Gusmão n 13,  loja 01, Rio Vermelho, Salvador - Bahia - Brasil

  • Facebook Clean

(71) 3245 1660 / (71) 3331 6247